Amanhece o Dia

CAM00267Desperta para mais um dia,
O esperado: Irmão sol.
E aos poucos vão acordando:
Pombo, canário e o rouxinol.

Cada ave que vai despertando
Entoa seu canto ao espaço.
Como se enviasse ao Criador,
O mais sincero e caloroso abraço.

As árvores, os pássaros e os rios,
Os arbustos, o vento e as flores,
Vão dando mais beleza ao mundo
Emprestando suas cores.

Toda a natureza é bela,
Riquíssima de beleza e cor.
Parece que todas as criaturas se unem
Para louvar seu Criador.

Todos os seres da terra,
Existem para provar
Que existe um Deus, Pai e Mãe.
Tudo fez por tanto amar.

Um dia, existiu um homem,
Que encontrava Deus na Natureza,
Ele conversava com os bichos.
E contemplava toda beleza.

Este homem amava a natureza,
E tudo o que nela habitava...
Vivia a santa pobreza,
E o evangelho Pregava.

Deus lhe falava a todo instante.
Em cada ser que ele encontrava.
Fazia dos lobos cordeiros,
Pois até as feras, ele cativava.

Pobreza, castidade e obediência,
Foi tudo o que ele mais quis.
Em meio às coisas mais simples,
Ele se fazia feliz.

Óh! Deus, que eu siga esse homem.
Na simplicidade eu quero ser mais feliz.
Que eu viva a paz e o bem...
Imitando Francisco de Assis.

(Flávio Batista 04/10/1990)