Os Dez Mandamentos

tencom2Durante o reinado de Ramsés II, Moisés leva os hebreus para fora do Egito (entre os anos de 1292 - 1225 a.c. ). Os Hebreus, estabelecidos no delta do Nilo, depois da morte de José, tiveram que suportar o jugo dos egípcios. Deus chama Moisés e revela-se a ele primeiro na sarça ardente, chamando-o a uma grandiosa missão, ou seja, libertar o povo eleito da escravidão. Moisés torna-se chefe do povo oprimido e combate, sob a guia divina, os poderes do mundo. Depois de ter libertado o seu povo, Deus o conduziu através das águas (travessia do Mar Vermelho) e através do deserto. No monte Sinai, Deus proclama a aliança com seu povo: "Se obedecerdes à minha voz e guardardes a minha aliança, sereis, entre todos os povos, o meu povo em particular.... Sereis uma nação consagrada" (ÊX 19, 5-6). Ali, Moisés recebe as Tábuas da Lei (Decálogo), que foram escritos com o próprio dedo de Deus: "Tendo o Senhor acabado de falar a Moisés sobre o monte Sinai, entregou-lhe as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas com o dedo de Deus" (ÊX 31, 18). Entretanto, o povo, vendo que Moisés tardava em descer a montanha, fraco e incrédulo, fez para sua imagem um bezerro de ouro, usando os brincos dos homens e mulheres, que foram fundidos e moldados naquela forma. Construíram um altar e passaram a adorá-lo.

O Senhor então disse à Moisés: "Vai, desce, porque se corrompeu o povo que tiraste do Egito" (ÊX 32, 7). Moisés cumpriu a ordem e ao ver o bezerro de ouro, com grande cólera arrojou de suas mãos as tábuas e quebrou-as aos pés da montanha. Conclamou o povo dizendo: "Vinde a mim todos os que são pelo Senhor". Todos os filhos de Levi juntaram-se em torno dele. Mandou que rodeassem o acampamento e matassem todos os parentes corrompidos. Eles cumpriram a ordem de Moisés e naquele dia cerca de três mil homens pereceram à espada. Moisés disse: "Vou subir hoje ao Senhor; talvez obtenha o perdão da vossa culpa". Subindo ao monte, Moisés ouve de Deus diversas admoestações dirigidas ao povo de cerviz dura. Os israelitas, ouvindo as palavras retransmitidas por Moisés, puseram-se a chorar e arrependidos, despojaram-se de seus enfeites. O Senhor disse à Moisés: "Talha duas tábuas de pedra semelhantes às primeiras: escreverei nelas as palavras que se encontram nas primeiras que quebraste" E assim foi feito. Moisés ficou junto do Senhor quarenta dias e quarenta noites, sem comer pão nem beber água. E o Senhor escreveu nas tábuas o texto da aliança, as dez palavras:

I - Amar a Deus sobre todas as coisas (*)

II - Não tomar Seu Santo Nome em vão

III - Guardar Domingos e dias santificados (*)

IV - Honrar pai e mãe

V - Não matar

VI - Não pecar contra a castidade

VII - Não furtar

VIII - Não levantar falso testemunho

IX - Não desejar a mulher do próximo

X - Não cobiçar as coisas alheias


(*) OBSERVAÇÕES

A observância do Domingo como o dia consagrado ao Senhor, encontra suas origens proféticas já no Antigo Testamento quanto à abolição do Sábado e, no Novo Testamento, quanto à sua instituição.

Fonte: Site Página do Oriente